Artigo: Ideias explícitas ou implícitas

31 de março de 2010 § Deixe um comentário


Marcelo Paiva*

Concurso público exige adequada preparação em interpretação de texto. Não se trata de estudo subjetivo como muitos pensam. Assim como as questões de gramática, a análise de texto apresenta fundamentos bem sólidos em seus critérios de correção.
   
Destaco, neste artigo, a cobrança de questões com base nas ideias explícitas ou implícitas. Explícito é aquilo que, literalmente, está escrito. Observe a seguinte construção: Isabela estuda todos os dias apostilas e questões relacionadas a concurso público. Se o concurso afirmar que Isabela fará concurso público, a resposta será incorreta. A construção apresentada não afirma explicitamente que ela fará. Afirma que ela estuda apostilas e questões relacionadas a concurso público. Comandos comuns para ideias explícitas são: “de acordo com o texto”, “com base no texto”, “no texto”.

Se, no entanto, o comando for apresentado assim: depreende-se do texto (infere-se, deduz-se) que Isabela fará concurso público, a resposta será correta. Implícito é aquilo que não está escrito literalmente, mas você pode deduzir ou inferir das construções. Não se pode extrapolar. Deve haver relação lógica. O próprio comando na prova deve deixar claro qual linha de interpretação o candidato deve seguir.

Observe texto e questão de prova com interpretação explícita.

A televisão procura atender ao gosto da população a que se dirige. Assim, acomoda essa grande massa de consumidores a antigos hábitos e tradições, em vez de propor, aos que assistem a ela, inquietações novas e uma visão mais crítica do mundo em que vivem.

De acordo com o texto.
a) Porque se dirige a um público desinteressado, a televisão não se preocupa com a qualidade de seus programas;
b) A televisão não se preocupa em elevar o nível de seus programas já que o público que a ele assiste não se interessa por problemas sérios;
c) Embora resulte do gosto de um público inquieto com seus valores, a televisão nega-se a mudar o aspecto formal dos programas;
d) O interesse de baixo nível cultural merece uma televisão que não questiona em profundidade os problemas do mundo;
e) O interesse do público determina os conteúdos veiculados pela televisão que, assim, se furta às propostas culturais novas.

O gabarito foi a letra “e”. Houve apenas a mudança da ordem “televisão” e “público” e termos sinônimos. Observe, agora, o concurso do Senado com interpretação implícita.

O nome é um pouco esquisito, mas se trata de algo bastante conhecido: hoax é sinônimo de boato no mundo digital. Quem nunca recebeu mensagens difamando empresas ou noticiando o caso do garoto com câncer? Ou então a história de ter os rins retirados e acordar em uma banheira de gelo, que, no final, ainda pede para enviar o e-mail para os amigos? Nunca se sabe como os boatos surgem. Dizem os especialistas que o prazer de quem envia boatos por e-mail é receber as histórias escritas por eles mesmos depois de algum tempo.

A partir das ideias explícitas e implícitas no texto acima, julgue os itens abaixo.

1. A grande maioria das pessoas que vivem nos centros urbanos costuma receber mensagens eletrônicas apelativas, com propagandas de instituições comerciais ou com solicitações de auxílio, principalmente envolvendo crianças e (ou) velhos doentes.

2. A circulação de algumas mensagens, como a de se ter os “rins retirados e acordar em uma banheira de gelo”, de caráter jocoso e assustador, pode partir do princípio de que alguns usuários desse tipo de comunicação são ingênuos – acatam e divulgam, sem julgamento prévio, tudo o que lêem.

3. Embora os destinatários possam ignorar a real procedência e a veracidade das informações da correspondência, geralmente os remetentes últimos podem ser reconhecidos pelos recebedores que, a partir dos dados do endereçamento, acompanham as informações de quem a enviou.

Geralmente, questões com interpretações implícitas são mais difíceis. O gabarito acima foi o seguinte: 1.E (extrapolou), 2.C, 3.C (muitos candidatos reclamaram na época, mas todo o texto se relaciona ao tema informática e fofoca).

Marcelo Paiva é diretor e professor de Português do IMPCursos e o IMPCursos divulga artigos de seus professores todas as quartas-feiras no SOS Concurseiro

Leia mais: Prepare-se para passar no concurso
 

AS OPNIÕES DIVULGADAS NOS ARTIGOS NÃO REPRESENTAM, NECESSARIAMENTE, A OPINIÃO DO BLOG E SÃO RESPONSABILIDADE DOS PRÓPRIOS AUTORES

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Artigo: Ideias explícitas ou implícitas no S.O.S Concurseiro.

meta

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: